Crônicas Vampirescas: Entrevista com o Vampiro

Cada autor tem a sua obra-prima, seja na pintura escultura ou literatura, não imagino outro livro que remeta mais Anne Rice do que os seus filhos vampiros, retratados nos volumes das crônicas vampirescas.

O livro escrito no final dos anos 60, conta como Louis de Pointe du Lac procurou o jovem repórter Daniel para contar a história da sua vida. A narrativa é um relato da sua vida enquanto era mortal e de quando foi transformado pelo antigo e lendário vampiro Lestat, o astro e principal personagem das crônicas seguintes.

A leitura gótica se desenvolve naturalmente e é possível sentir o toque do sombrio, o livro é tão escuro quanto a sua sedutora capa da última edição. É uma obra diferente dos vampiros teens que surgiram nos últimos anos. Uma observação relevante é que eles realmente queimam quando expostos ao sol– apesar disso nem sempre significar sua destruição- e não tem um pingo de restrições que lhe impeçam de desfrutarem os prazeres da imortalidade.

Louis é um personagem romântico, e depois de ler outros volumes da saga o leitor entende que apesar da transformação é um dos poucos que conservou a humanidade conseguindo demonstrá-la em suas atitudes. Um dos melhores momentos do livro é quando uma menina cuja mãe havia sido vítima da peste negra é encontrada pelos dois em uma de suas caçadas, e acaba por se tornar uma jovem e linda vampira.

Quando os anos se passam a jovem filha dos dois vampiros perde a sua inocência e ingenuidade, vemos se desenvolver a personalidade de uma perigosa mulher conservando todos os desejos e curiosidades da vida adulta sem poder realizá-los devido as limitações de sua aparência.

Até o poderoso Lestat se torna vítima de suas conspirações, Louis vira o seu fantoche depois disso, capaz de tudo para realizar os seus desejos, motivado pela culpa que lhe atormenta de ter transformado a criança. Claúdia e Louis embarcam para o velho mundo em busca de respostas sobre as suas origens que não foram concedidas por Lestat. Infelizmente ao encontrar os atores do Teatro dos Vampiros liderados pelo antigo e eternamente jovem Armand, ela encontra bem mais do que procurava.

O que temos em “Entrevista Com o Vampiro” é uma sedutora história cheia de erotismo, intrigas e romances sem distinções, o livro é um perfeito “seja bem vindo ao universo vampiresco clássico”. Quem enveredar por este caminho se prepare para histórias incríveis de criaturas altamente envolventes e viciantes.

Curiosidades: o livro foi adaptado para a telona em 1994, um filme dirigido por Neil Jordan que teve Brad Pitt como Louis, Tom Cruise como Lestat e até então jovem Kirsten Dunst na pele da pequena Claúdia. Anne Rice autora dos livros também foi a responsável pelo roteiro, conseguindo transportar fielmente o contexto impresso para outra plataforma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s